terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

A caminho do desmame

Minha história de amamentação não foi das mais fáceis. No início foi bem difícil, com direito a rachaduras, muita dor, e pior ainda, sem ganho de peso da Clara. Depois de muita dúvida e sofrimento a coisa acabou engrenando e a amamentação seguiu firme e forte, apesar de ter precisado dar complemento por um tempo.
Sempre gostei muito de amamentar, a intimidade e a troca de amor e carinho presentes neste ato pra mim sempre foram super importantes, além da alimentação em si. Clara também sempre amou mamar, bastava me ver que pedia e gostava de ficar mamando mesmo quando quase não tinha leite.
Pensava em amamentar até por volta dos 2 anos, mas sem uma data limite. Há pouco tempo, acho que uns 3 meses, comecei a considerar o desmame. Algumas coisas começaram a pesar, tais como o excesso de dependência e também as muitas acordadas a noite, com direito a mamadas em cada uma delas. Por exemplo, às vezes Clara estava em casa e eu chegava bem na hora do almoço ou do jantar. Ela me via e pedia pra mamar, eu explicava que era hora de almoço e que depois ela poderia mamar. Ela fazia um escândalo e acabava não almoçando. Quando ela era menor isso não me incomodava, mas a medida que foi crescendo comecei a achar que estava chegando a hora de parar. Porém não via nem como começar o processo, já que ela adorava o peito.
Começamos a falar sobre o assunto com ela, explicar que o mamá estava acabando e que em breve não teria mais. Falamos com o pediatra sobre isso e ele explicou que o melhor seria negociar com ela e ir tirando aos poucos, e ela ouviu tudo isso e acho que começou a internalizar a questão.
Como não tínhamos horários definidos pra mamar, decidi começar por aí. Ela normalmente mamava pela manhã, quando chegava da escola, pra dormir e no meio da noite toda vez que acordava. Se não tinha escola, ela mamava a tarde pra dormir também, e em alguns outros momentos que sentia vontade. Aproveitei as férias e decidi que restringiria as mamadas a duas por dia: um pela manhã e outra a noite. Ela acordou algumas vezes a noite, pediu pra mamar, eu expliquei que não tinha, ela chorou mas logo parou e dormiu. Na semana retrasada saí pra trabalhar na segunda, ela ficou dormindo e não mamou. Na terça e na quarta ela esqueceu de pedir e eu não ofereci. Na quinta ela lembrou, mas eu expliquei que não tinha, que só teria a noite pra dormir. Ela chorou um pouco, mas fiz carinho e ela parou. Desde então não pediu mais pela manhã.
A hora do soninho da tarde, quando ela está comigo, é complicada porque ela naturalmente liga a hora de dormir com o peito, então acaba não querendo dormir, mas não cedi. Então atualmente a coisa está melhor do que o planejado: Clara só mama para dormir a noite. Hoje foi o segundo dia na semana que ela dormiu sem mamar, por ter apagado antes de irmos para a cama.
Eu achava que seria complicado o desmame, mas até agora tem sido muito tranquilo para ambas as partes, eu acho que ela está entendendo bem o processo. O melhor de tudo é que ela tem dormido bem melhor a noite, praticamente parou de acordar, vai direto até por volta das 7 da manhã. Enfim, por enquanto ainda não posso considerar que estamos "desmamadas", mas estamos no caminho e espero que essa fase tão gostosa e importante da nossa vida se encerre sem traumas.

6 comentários:

Paloma, a mãe disse...

Aqui cortei as mamadas da madrugada faz um tempinho, mas queria começar a estebelecer horários de dia também. O problema é que agora passo o dia em casa e não consigo, sozinha, estabelecer horários, pois é difícil negar algo que já está tão entranhado na nossa rotina. Penso que só vai dar certo quando ela for à escola mesmo...
Beijos

Rafaella disse...

Ai, que bom que esta dando certo, e que de certa forma esta sendo bem tranquilo...
Que continue assim...
Bjs

Lu Azevedo disse...

Gostei demais de ler esse post seu. Não que eu já esteja pensando no desmame, mas porque é sempre bom saber que existem casos tranquilos. O seu parece ser um deles. Também é um alivio saber que vc teve que complementar as mamadas no inicio, mas que depois conseguiu amamentar exclusivamente depois. Aqui tem dias que também estou tendo que complementar, já que no final do dia, mesmo depois de mamar nos dois peitos ela ainda chora de fome. Felizmente ela gosta tanto de mamar no peito que acho que não tem risco dela gostar mais da formula que do leite materno.

No mais, boa sorte, viu? Espero que o desmame de voces termine da mesma forma tranquila que começou!

Beijos!

Rosana disse...

Oi Kelly, é por esse caminho mesmo, na verdade somos nós que colocamos um certo bloqueio ao desmame, porque achamos que a criança irá sofrer para desmamar, mas no final acaba sendo um processo mais tranquilo do que imaginávamos. Hoje Bia nem lembra do peito, desmamou 100% tem um mês e meio. Agora ela está na fase de largar a fralda, durante o dia ela vai bem sem a fralda, já pede para fazer no vaso. Já durante à noite, por esse dias ela tem acordado para fazer xixi, ela não fala que quer fazer xixi, mas dá para perceber que ela fica inquieta então a levo para o banheiro, depois disso dorme tranquilo. Boa sorte no processo do desmame. Abraços!

Lia disse...

Kelly, arrasou!! Fico muito feliz que seu desmame esteja correndo tão bem! Mil parabéns! É muito bom ter um pediatra que te apoia nessas horas, né?
Por aqui as coisas estão mais devagar. Estabeleci horários pra emília mamar desde que Margarida nasceu e a quantidade de leite passou a atrapalhar as refeições, mas mesmo assim só consegui eliminar uma mamada há pouco mais de um mês. Estou esperando a situação se estabilizar pra tirar a próxima. Ela ainda mama de manhã (essa vai ser dureza tirar, ela NUNCA deixou de pedir) e à tarde. Acho que até os dois anos e meio eu chego lá, se Deus quiser!!
P.S.: O difícil aqui é que o leite não está acabando... muito pelo contrário! ;)

Renata disse...

Kelly encontrei seu blog atraves desse assunto tão delicado e importante que é o desmane! Minha filha está com 16 meses e como você falou acorda várias vezes durante a noite e em todas parar mamar... não é facil!
adoreei seu post e espero que por aqui tbm seja tranquilo como foi por ai =)
beijão