quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Sobre post anterior e sair da rotina

Quero agradecer a todas que comentaram no post anterior, vi que essa falta de tempo e disposição é um problema recorrente. Já pensei em tentar começar um programa de corridas, um amigo até elaborou um treino pra mim e eu comprei um tenis, mas não passou disso por enquanto, pelo motivo que já falei antes: falta de coragem de deixar a Clara. Já pensei em leva-la no carrinho para caminhar, mas ainda não tentei, ela detesta sair de casa quando volta da escola. Levantar mais cedo é fora de cogitação pra mim, simplesmente não consigo. Também já pensei em reeducação alimentar, fui numa nutricionista mas não comecei dieta nenhuma ainda. Sobre alimentação acho dificil porque eu não cozinho e sempre como fora, então acabo partindo para o mais acessível e não tão caro (já viram coisa mais cara que é salada em restaurante?). Minha dificuldade é ainda maior porque sempre comi de tudo e nunca tive problema de peso antes, sempre fui magra, por alguns períodos até demais. Uma ideia que tive é ver até que horas as academias perto de casa funcionam e ir depois que a Clara dormir, vou investigar esta possibilidade. Sei de uma coisa, assim não posso continuar, estou muito insatisfeita com meu peso.

Sobre a saída da rotina e suas consequências:
Clara geralmente dorme por volta das 21 horas. Hoje, depois de muito tempo, consegui sair sozinha pra encontrar umas amigas. Peguei a Clara na escola, levei pra casa, dei o peito. Papai chegou e a levou pra dar uma volta de carrinho e eu saí. Ela dormiu nesse passeio e quando voltou pra casa tirou uma soneca de mais ou menos 1 hora. Quando eu cheguei, as 21:30, a baixinha estava com a corda toda assistindo DVD. Pediu pra colocar a Galinha Pintadinha e acompanhou todas as músicas cantando, dançando e batendo palmas. Até aí tudo bem, as vezes ela dorme mais tarde. Acontece que quem disse que essa baixinha queria dormir? Inventou todas as desculpas, mamou tudo que tinha pra mamar, levantava e pedia alguma coisa, queria brincar, ver os armários (nova moda), assistir mais DVD, ver vídeos no computador, biscoito, etc. Nossa, foi uma luta, ela só dormiu agora, 0:40, e mesmo assim depois de muito reclamar. Marido já chapou e eu corri pra dar uma ultima navegadinha por aqui porque o vício é uma coisa triste. risos.


4 comentários:

Rafaella disse...

Essas sonecas a noite não dão certo hahaha...
Tente achar uma academia que funcione depois que ela dorme, se vc achar vai ser a melhor opção...
To aqui torcendo para vc conseguir começar essa fase e começar a se sentir bem com vc mesma ;)
bjos

Nine disse...

Ai, Kelly, esse (li o seu texto anterior) é um problema por aqui tb!

Quando engravidei da Ísis eu malhava (tinha tempo, né?, fiz hidro na gestação e emagreci os 14kg ganhos sem muito esforço, lentamente, nos 7 mesesem casa. Voltei ao trabalho usando minhas roupas, que bom, mas...

Depois disso só engordei, porque cadê tempo? Cadê disposição? O pouco tempo que tenho que ficar com minha filha e quando ela está descansando sou eu quem quer descansar, aiai, resultado foi que iniciei essa gravidez com 4 kg a mais e já eumentei meu peso em maior proporção que na da Ísis...sem solução para o momento...aiai

Quando a Ísis sai da rotina é batata que afeta o sono, não tem jeito!

Beijos,
Nine

Paloma, a mãe disse...

Kelly, se vc comer mal, não vai ter malhação que dê jeito, pois malhação dá uma super fome, sabia? Se quer emagrecer, vai ter que gastar mais para comer melhor, menina, não tem outro jeito, não. Tudo é caro (academia mais ainda), então eu acho melhor gastar comendo bem, pois, além de manter meu peso, eu invisto na minha saúde.
Como eu não gosto de fazer exercício (morro de preguiça, confesso) e não quero ficar acima do peso, invisto na boa alimentação, que é mais cara, sim, mas faz bem.
Beijos

Layana disse...

Oi Kelly

Conheci seu blog hj, e esse post é minha cara. Quero emagrecer, não tenho com quem deixar a pequena, o stress me faz descontar em comidas calóricas.
E muito desse stress é simplesmente não ter um tempo pra ser EU. É como vc colocou aí, se saírmos, tudo sai da rotina, quem paga o pato somos nós depois.
Tô no mantra "isso passa"
Layana