domingo, 3 de outubro de 2010

Cinematerna especial

Ontem teve uma seção especial do Cinematerna aqui em Brasília, o filme foi "Comer, rezar, amar". Estávamos bastante interessados em assistir esse filme e adorei a chance de ir no sábado, já que agora voltei a trabalhar e não posso mais ir as terças. Marido que estava viajando ia chegar um pouco antes da seção e combinamos de nos encontrarmos no cinema. Logo cedo ele liga avisando que o voo tinha sido cancelado e que não chegaria a tempo. Como já fui outras vezes sozinha, arrumei tudo e fui. Estava chovendo (finalmente) e cheguei bem em cima da hora. Lá encontrei a Lia e a Paloma, com as respectivas filhas lindas e batemos um papo sobre o assunto predileto: bebes, e agora creche.
A seção começava as 11 e pouco, bem na hora do almoço da Clara e rolou um almocinho básico de papinha nestlé dentro do cinema, antes de começar o filme. A mamãe aqui ficou com fome mesmo até terminar o filme, e o pior foi ficar vendo aquelas massas e pizzas suculentas do filme (rsss).
Normalmente a Clara mama durante o filme e dorme um pouco e o resto do tempo fica se mexendo mas deixa a gente assistir o filme. Agora ela está ficando cada dia mais agitada, ficou o tempo todo se jogando pra todo lado, brincou com o garoto do banco de trás, gritando e rindo, brincou com a mochila dela e a da Emilia, filha da Lia, mamou e mastigou o meu peito. Isso mesmo, lá no cinema a mocinha descobriu que pode usar os dentinhos para morder o peito da mamãe e me deu várias mordidas. Quando eu brigava ela ria e fazia a cara mais safada do mundo. Depois fui no trocador e resolvi ficar com ela no tapetinho que tem na frente da sala cheio de brinquedinhos, onde ela ficou brincando e me deu um sossego, mas assistir o filme embaixo da tela não é lá muito agradável e depois de um tempo voltei para a poltrona, onde ela continuou bagunçando até que cansou e dormiu quase no final do filme. Nessas alturas eu perdi vários diálogos do filme, que era legendado. Foi de longe o filme mais agitado que eu já fui no cinematerna, essa menininha está ficando impossível! Mesmo assim valeu a pena, o filme é legal e é sempre bom sair da rotina.

4 comentários:

Lia disse...

Ema ema ema, cada um com seu problema. Uns agitam e comem, outros ficam tranquilos e não comem ;)
Meu marido ficou espantado como a Clara come bem, e a gente penando pra dar o almoço da Emília, que estava completamente absorta no telão.

Fabi disse...

Bem que dizem pra aproveitar e fazer as coisas enquanto os bebês são bem novinhos né? Porque a cada dia que passa eles adquirem novas habilidades e vão ficando mais serelepinhos. Mas se te consola, eu fui com o Gustavo uma única vez no cinematerna e não consegui ver quase nada também. E olha que ele nem tinha 6 meses ainda.
Agora sobre as mordidas, não se intimide com as carinhas sem vergonha dela. Converse sempre, diga que dói, que machuca, que não pode, etc. Pode parecer absurdo, mas de um jeito ou de outro, eles entendem!
Bjocas

Paloma, a mãe disse...

Kelly, coloquei a nossa foto lá no blog. Vou mandar em alta pra Lia e ela te manda, tá?
Beijos

Kelly Resende disse...

Oi Lia, adorei o ema, ema, ema. rsss
É verdade, a Clara come bem as papinhas salgadas, deve ser pra repor as energias né. hehehe
Eu fiquei admirando a fofa da Emilia, além de linda tão compenetrada assistindo o filme!
Oi Fabi, eu brinco com meu marido que daqui a pouco vamos ter que arranjar uma coleirinha daquelas que se usa nos EUA pra Clara, pq qdo ela engatinhar e andar vai ficar impossível. Qto a conversar sobre a mordida, é o q tenho feito e tanto eu acho q ela entende que sempre solta uma risadinha de quem sabe q tá fazendo algo errado. Ontem ela arrancou sangue, doeu pra caramba, mas hoje não mordeu, tomara que tenha aprendido.
Abraços e obrigada pelos coments.