sábado, 5 de fevereiro de 2011

Primeiro febrão, primeiro antibiótico...

Ontem a noite fomos na casa de uns amigos que moram numa chácara muito legal que adoramos visitar. Clara dormiu no caminho, chegando lá acordou, ficou chatinha, mamou e voltou a dormir. Quando ela acordou, horas depois, fui pega-la no quarto e achei que ela estava meio quentinha. Mas pensei que fosse impressão porque o quarto estava quente e do lado de fora friozinho. Voltamos então pra casa, ela passou a noite normal, acordou algumas vezes. Hoje de manhã achei novamente que ela estava um pouco quente e também irritada. Coloquei o termometro e deu 37,5º. Dei um tylenol, ela quase não almoçou, mas ficou bem. Então saímos pra almoçar e resolver várias coisinhas. Voltamos pra casa depois das 4 e ela dormiu um pouco. Quando acordou estava novamente quente, dessa vez 38,5º. Estava toda molinha, só querendo colo. Dei mais tylenol e banho, a febre abaixou e saímos pra dar uma volta perto de casa. Na volta ela dormiu no carrinho e quando acordou estava mais quente ainda. Dessa vez deu 39º! Aí fiquei com medo da febre subir muito durante a noite e resolvi que era melhor levar ao pronto-socorro. Nos arrumamos rapidinho e fomos, ela bem molinha e quieta. A pediatra de plantão examinou e concluiu: garganta inflamada com pus e um ouvido muito vermelho. Conclusão: minha princesinha começou a tomar seu primeiro antibiótico.
Eu fiquei com o coração na mão, mas fazer o que? Não dá pra deixar a menina tendo esse febrão. Quando voltamos precisamos dar outro banho pra abaixar a febre.
Sabem o que é pior nessa situação? É que a gente ouve tanta barbaridade que eu já não confio mais nos médicos aqui em Brasília. Levo na emergencia, mas fico desconfiada se o médico sabe o que está fazendo, se está dando tratamento adequado e realmente necessário. Claro que não devemos generalizar e que existem muitos profissionais competentes, mas como eu vou saber se aquele que está atendendo no momento é um desses, já que uma boa parte parece não saber o que está fazendo? Espero que dessa vez a moça tenha razão e que esteja tudo correto no atendimento...

6 comentários:

Kariny - Mamãe Cristã disse...

oi amada, primeira vez aqui no blog, a Clarinha é linda parabéns.. essas pequenas nos dão sustos mesmo, é essa mudança de tempo, elas são mto sensíveis.. a Kamila em janeiro também esteve com a garganta inflamada, chegou a ficar internada pois nao conseguia nem tomar os remédios. mas agora já esta bem graças a Deus, beijoss

Paloma, a mãe disse...

Que pena, Kelly! Imagino a sua aflição. Também detesto PS, mas, num fim de semana ou de madrugada, não sei o que faria. O ideal é esperar até o médico dela poder atender o telefone, pelo menos para marcar de ele vê-la e fazer uma reavaliação.
Beijos e melhoras para a pequena!

Roteiro Baby Brasília disse...

Oi! Sua filha e fofa e desejo melhoras... Bom saber de mais uma biofísica de Brasília. Se puder, indica o Roteiro p seus contatos. Obrigada pela visita. Bjo

Fabiana disse...

Nossa, Kelly, assim do nada?
Esses bebês realmente nos surpreendem.

Mas fique tranquila, amiga.

Garganta é uma coisa corriqueira e relativamente fácil de tratar.
Vai dar tudo certo. E logo, logo Clarinha estará melhor.

Bjão.

Natinha disse...

Olá Kelly!
Primeira vez aqui!
Menina, que susto que vc levou!!! Mas fique tranquila que tudo já deu certo!
É que não tem como não ficarmos tensas, né??
Mas ela já já ela vai estar 100%.
Beijosss

https://giogiobebe.blogspot.com/

Lia disse...

Se é infecção, não tem jeito: tem que entrar no antibiótico.
Mas pra ajudar, lave bem o narizinho dela com soro e evite amamentar deitada.
Melhoras!
P.S.: E a creche? já decidiu?