quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Papai entende tudo

Como eu já contei por aqui, na terça foi dia de consulta, e a médica disse que a Clara ainda estava sentadinha. Ela disse que caso ela não vire, pode vir a ter algumas pequenas dificuldades no parto, mas nada que precisemos ficar preocupados, já que vou fazer cesárea. Então ela começou a listar algumas coisinhas, de forma bem leve e divertida, enquanto ouvíamos o coraçãozinho da Clara. Falou que muitas vezes como a cabecinha fica por ultimo, o bebê pode chorar antes de sair totalmente e engolir liquido, além disso pode nascer mais molinho, demorar mais a chorar e que sempre tira uma notinha mais baixa na avaliação. Como ela falou tudo num tom bem tranquilo não cheguei a me preocupar tanto. Enquanto isso o Jorge estava na sala ao lado, só ouvindo a conversa. Quando saímos do consultório, logo começamos a comentar tudo sobre a consulta e ele vira pra mim e fala:
- Então a Clara vai nos dar trabalho na escola?

Eu:
- Ahnnnn???? Porque?

Ele:
- Ué, a médica falou que ela vai tirar notas baixas se estiver sentadinha na hora de nascer, mas como ela pode afirmar algo assim só pela posição do bebê?

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Aí fui explicar que a nota a que ela se referia era a avaliação médica na hora do nascimento, etc e tal, e ele pra finalizar:
- Ahhhh, Clara, então cuidado pra não reprovar, senão vai ter que voltar só no ano que vem!

Engraçadinho esse meu marido!!!

3 comentários:

Fabiana disse...

Hahahahahahaha.
Nota baixa na escola foi ÓTIMO!
Esses homens!

Mas não encana. Às vezes tira nota baixa qdo sai, mas 5 minutos depois se recupera e a nota sobe.

Vai dar tudo certo =)

Bjos.

Carla Tika disse...

KKKKKKKKKKK
Ri muito, Kelly! Só teu marido memu. rsrs

Lia disse...

A Emília tirou nota baixa no Apgar, 7 e depois 8. Isso porque aspirou mecônio, nasceu enrolada no cordão e ficou 1h presa no canal. Como punição, passou a noite na UTI longe da mamãe. Mas agora ela tá nota mil, super gorduchona!